Twilight

O forum português de toda a saga Crepúsculo (Luz e Escuridão) da S. Meyer e também do filme ;)
Acabadinho de sair do forno ^^' Increve-te já.
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 "When It Rains" A Twilight Story

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Clairee
Recém-nascido
Recém-nascido


Número de Mensagens : 1
Idade : 21
Data de inscrição : 25/09/2009

MensagemAssunto: "When It Rains" A Twilight Story   Sex Set 25, 2009 7:50 pm

"When it Rains" a Twilight Story

by Girl in the Mirror




"A dor era superior a qualquer outra coisa mas, ainda assim, havia um espaço na minha mente que conseguia pensar em algo mais. As memórias desvaneciam-se há medida que o ponteiro dos segundos avançava, dando lugar a mais minutos, horas, dias de espera infinita.
“Quem sou eu?” dei por mim a interrogar. E o mais espantoso é que não soube responder-me a mim mesma. Não me lembro de nada. Não sei quem sou e o que estou a fazer. Apenas a dor, a dor é tudo o que sentia naquele momento. A dor era a única coisa que me fazia saber que aquilo era real.
Algo me fez sentir que eu devia saber a razão da dor. Já o soubera antes. Mas a verdade é que, desde o exacto momento em que as presas dele se cravaram na minha garganta, deixei de saber qualquer coisa para além da dor."

(Atenção!:Os direitos de autor de algumas personagens, lugares, base da história e pormenores estão inteiramente reservados e pertencem à fantástica Stephanie



Inclui pormenores integrantes na saga até Amanhecer)




Capítulo 1 – Novo Começo:


-Quem…Quem és tu? – Gaguejei aterrorizada, ainda que, na verdade, soubesse a resposta. Como se lesse a minha mente, coisa que eu sabia não ser verdade, ele respondeu:
-Tens a certeza que não sabes? – Acenei com a cabeça, receando que mentir só piorasse às coisas. Ele sorriu maliciosamente face à minha concordância e aproximou-se um pouco mais. Os seus olhos estavam negros, negros como a noite. Ele estava sedento. Ele era baixo, muito baixo, mas mesmo assim, eu era ainda mais pequena.
De trás de mim surgiu uma gargalhada metálica, virei-me abruptamente para me deparar com ela. Fechei os olhos, derrotada, esperando pela investida final. Estava tudo acabado, tinha a certeza. Nem contra um eu sobreviveria, contra dois as minhas hipóteses passavam de nulas para muito mais que isso.
-Tu ou eu? – ouvi-a perguntar.
-Eu faço isso… - respondeu ele com desdém, não dela, mas de mim. Deixei-me cair de joelhos no chão enquanto esperava pela dor da sua mordida. A única coisa que me consolava era saber que seria a única coisa que sentiria. No entanto, a dor não veio tão depressa como eu esperava. Ainda com os olhos fechados, senti os seus dedos gélidos passarem suavemente no meu pescoço. Ele inspirou, absorvendo o aroma do meu sangue. Abri os olhos apavorada, ao senti-lo aproximar-se. Ao fitar os seus olhos negros como a noite tive, por um segundo, a sensação que ele recuava mas, depois, senti a dor do cravar das suas presas.

»--«


A dor era superior a qualquer outra coisa mas, ainda assim, havia um espaço na minha mente que conseguia pensar em algo mais. As memórias desvaneciam-se há medida que o ponteiro dos segundos avançava, dando lugar a mais minutos, horas, dias de espera infinita.
“Quem sou eu?” dei por mim a interrogar. E o mais espantoso é que não soube responder-me a mim mesma. Não me lembro de nada. Não sei quem sou e o que estou a fazer. Apenas a dor, a dor é tudo o que sentia naquele momento. A dor era a única coisa que me fazia saber que aquilo era real.
Algo me fez sentir que eu devia saber a razão da dor. Já o soubera antes. Mas a verdade é que, desde o exacto momento em que as presas dele se cravaram na minha garganta, deixei de saber qualquer coisa para além da dor.
-Matem-me! – um grito estridente soltou-se dos meus lábios em fogo. – Matem-me! Matem-me já! Por favor!
-Shh… - sossegou-me uma voz – Shh…
-Matem-me! – gritei de novo, já em tom de súplica.
-Vai passar, querida, vai passar – murmurou uma voz que me era familiar: era a voz dele. O rapaz cujo veneno me fazia passar por tudo isto. O rapaz que me impusera toda esta dor. E em troca de quê? Porque me estaria ele a fazer isto? Porque não me matava já? Será que se divertia ao ver-me sofrer?
Um aroma irresistível intensificou-se no ar quando ele se moveu desconfortavelmente na cadeira.
-Falta pouco – sussurrou suavemente encostando os seus lábios, agora mornos, no meu ouvido. E, enquanto ele pronunciava estas palavras, o meu coração em chamas parou de bater, deixando a minha garganta com o dobro do fogo.
Abri então os olhos, para observar por fim o meu novo começo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cathe .
"Forks is my home"



Número de Mensagens : 520
Idade : 24
Localização : Margem Sul.
Data de inscrição : 08/02/2009

MensagemAssunto: Re: "When It Rains" A Twilight Story   Dom Set 27, 2009 9:37 pm

When it rains, só pela música já gosto da fic. ( L )
Está fixé continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tita95.hi5.com/friend/profile/displayProfile.do?userid=10
AnaSilva
Recém-nascido
Recém-nascido


Número de Mensagens : 22
Idade : 21
Localização : somewhere . . .
Data de inscrição : 11/09/2009

MensagemAssunto: Re: "When It Rains" A Twilight Story   Dom Out 11, 2009 1:09 pm

OH GOD!

OH GOD!

OH GOD!

Está taoo perfeito.

Continua por favor! Adorei!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://anavelhinha.hi5.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: "When It Rains" A Twilight Story   Hoje à(s) 5:53 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
"When It Rains" A Twilight Story
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ford Mercury 49 RAT ROD "FINALIZADO 16/10!"
» Podcast Revolution #009 - Filme "O Santo Guerreiro"
» Cronica dos "Cowboys do Asfalto"
» 1ºMega Passeio/ Picnic Em Memória dos Motards que partiram "Oficial do MTP" 02/02
» Cartão pré-pago "Meo Cartão".

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Twilight :: Multimédia. :: Fan-Fiction.-
Ir para: